Boa tarde,

Não é de hoje que o Advogado é mal visto pela sociedade, não é mesmo??

Até porque existem “advogados” e advogados que vestem a camisa e trabalham todos os dias pra que esta grande “mascara” caia de uma vez, afinal, não é fácil ser detentor (a) de uma profissão a qual é julgada pela sociedade sem ao menos terem o conhecimento do que é, de fato, a advocacia.

Escuto de colegas de outras áreas, famosas “piadinhas” e “frases” sobre a minha profissão e o objetivo deste post é justamente esclarecer algumas duvidas destes colegas…

O famoso “cala boca”!

Advocacia está sempre adaptando-se às mutações da sociedade, da legislação e da jurisprudência, tendo como grandes balizas o Estatuto da Advocacia e o Código de Ética e Disciplina, a ressalvar nosso compromisso com o Estado Democrático de Direito, consolidado pela submissão de todos ao império da Lei; o respeito à divisão e independência dos três poderes e à garantia dos direitos individuais.

O direito a defesa constitui um dos fundamentos do Estado de Direito, sendo que o Advogado exerce múnus público. Em nenhum momento, defende o ilícito, o crime, a delinqüência, mas atua para que o acosado tenha seus direitos assegurados dentro do devido processo legal. O advogado é o artífice da realização de direitos fundamentais dos cidadãos.

O Estatuto da Advocacia nos garantiu em lei os instrumentos para atuarmos de forma independente, por meio da observância às prerrogativas profissionais. O Advogado precisa exercer sua missão pública, sem cerceamento de qualquer natureza. Quando as prerrogativas da advocacia são violadas, estamos colocando em jogo a questão da tutela dos direitos e garantias individuais dos cidadãos.

Prerrogativas profissionais do advogado são sempre usadas em favor das garantias da parte, que será prejudicada se houver qualquer tipo de obstáculo ao interesse da defesa. Neste processo, o advogado tende ver garantidos o sigilo profissional, a inviolabilidade dos seus escritórios e arquivos e de ingresso em qualquer recinto público para exercer seu mister.

O Estatuto da Advocacia(Lei n. 8.906/94) é o resultado da luta da classe pelos objetivos maiores da advocacia e da cidadania e sintetiza o regramento da profissão. Precisa ser conhecido por todos os advogados para que a advocacia tenha sempre voz ativa, para explicitar e exercer plenamente sua missão CONSTITUCIONAL!!!

Ainda assim, não tenho duvidas de que todas as profissões são merecedoras de aplausos, porém, o respeito entre uma e outra devem estar sempre presentes.

O bom profissional, faz sua parte, integra a sociedade e ainda assim é um diferencial.

Que tal?

Fica a dica!

Beijos e Abraços aos meus amigos Advogados e estagiários!

Ana Paula Mello